FECHAR

Viver num mundo povoado de livros… Faz sentido?

Neste último final de semana, aconteceu a 3ª edição do Sábado Literário, um grande evento em que firmamos nosso compromisso com a formação de uma comunidade leitora e expomos o projeto institucional “Seguir o Autor”.

Neste projeto, os estudantes têm a oportunidade de conhecer o repertório literário de autores expoentes, aprofundando-se nas características e marcas pessoais destes, para então desenvolver um senso crítico de preferências acerca do que leem ao longo de suas vidas.

Esta é a nossa reflexão sobre a importância da leitura literária na escola: No ECCOS, ao entrar em uma sala de aula, você percebe estantes repletas de títulos cuidadosamente selecionados pelo professor. Esta organização em sala, associada à ação social que lhe é atribuída por meio dos empréstimos semanais de livros, das leituras compartilhadas diariamente em sala ou em rodas de leitura, do convite aos pais para a leitura na escola, indicam nossa compreensão acerca da importância que a leitura tem na vida acadêmica e pessoal de cada um.

Além da oferta de uma boa literatura, contar com professores e responsáveis que leem por prazer, distração, gosto e entretenimento, também faz toda a diferença para que os estudantes aprendam.

Como consequência desse modelo dado por leitores experientes e íntimos com o ambiente da literatura, teremos estudantes capazes de falar sobre livros, narrativas, autores, edições, enfim, sobre todo esse universo que abrange o literário. Teremos estudantes que reconhecerão e refletirão sobre sentidos presentes nos diferentes textos e contextos, que saberão distingui-los e criticá-los, que terão bom e ampliado vocabulário para além de outras conquistas, como a escrita cada vez melhor de textos. Teremos integrantes ativos e transformadores desta comunidade leitora.

Entendemos que tudo isso não acontece de um dia para o outro. Trata-se, sim, de um trabalho consciente desenvolvido ao longo de toda escolaridade, para então, segundo Ana Maria Machado, promover “a consolidação do convívio com a leitura pela vida afora”.

Diante da reflexão proposta neste texto, uma pergunta se faz necessária ao leitor deste blog: Viver num mundo povoado de livros… Faz sentido?

“O processo de leitura possibilita essa operação maravilhosa que é o encontro do que está dentro do livro com o que está guardado na nossa cabeça.”
Ruth Rocha

Bibliografia utilizada:

  • Machado, Ana Maria: “Caro professor”, editora Global, 2017
  • Machado, Ana Maria: “Os clássicos universais desde cedo”, editora Objetiva, 2002
  • Colomer, Teresa: “Introdução à literatura infantil e juvenil atual”, editora Global, 2017
  • Reyes, Yolanda: “Ler e brincar, tecer e cantar – literatura, escrita e educação”, editora Pulo do Gato, 2012
r002