ECCOS de Poesia

“A poesia não está nos versos, por vezes ela está no coração. É tamanha, a ponto de não caber nas palavras.”
Jorge Amado

Poesia, uma elaboração sofisticada da linguagem. A manipulação das palavras com intenções diversas, que revelam sentimentos profundos, a espontaneidade de uma ação, ressaltando a beleza da língua que se fala e que se escreve. EXPRESSAR uma visão da realidade ou, quem sabe, retratos do imaginário…

A poesia suscita olharmos para o que está escrito, tanto quanto para como está escrito. Esta relação nos permite interpretar um poema percebendo as escolhas intencionais dos poetas.

“Eu queria aprender o idioma das árvores.
Saber as canções do vento nas folhas da tarde.
Eu queria apalpar os perfumes do sol.”

Manoel de Barros
“Cantigas por um passarinho à toa” – Companhia das Letrinhas

O Projeto ECCOS de Poesia tem como intenção materializar a palavra de forma que ela habite o dia a dia do colégio, dando espaço para as questões, desejos, imaginação, e tantos outros aspectos do humano.

A oportunidade de fortalecimento da comunidade leitora, por meio de um vasto repertório do gênero poético, envolve crianças, adolescentes e adultos neste ambiente provocativo de reflexão sobre a linguagem.

A escola como produtora de cultura, organiza-se em torno deste universo literário e tem como foco o engajamento da comunidade como parte deste processo.


Seguindo a tradição em que poesias são declamadas em momentos especiais, o “Sarau em família ECCOS” é um dia para celebrar e enriquecer nosso universo cultural.

“Tanto em pintura, como em música e literatura, tantas vezes o que chamam de abstrato me parece figurativo de uma realidade mais delicada e mais difícil, menos visível a olho nu.”

Clarice Lispector

Parabéns aos formandos ECCOS aprovados no Colégio EMBRAER!

O Colégio Engº Juarez Wanderley (Ensino Médio), conhecido por ser um dos melhores do país, abriu pela primeira vez concurso de admissão para alunos de escolas particulares.

A aprovação da turma de formandos ECCOS 2018 foi de 66%!

Confira os depoimentos de Carlos e Gabriel…

Carlos

“O Colégio ECCOS foi muito importante na minha vida, aprendi muito, me acolheram com muito carinho, fiz muitos amigos, aprendi e evoluí muito mesmo… Agradeço imensamente por terem me apresentado um modelo de aprendizado diferente onde o aluno é valorizado.”

Carlos, Turma 2018

colegio eccos gabriel noronha de lima
colegio eccos gabriel noronha de lima


“Creio que o Colégio ECCOS me deu uma base muito forte no que se diz respeito às matérias… Apenas o conhecimento adquirido na escola foi suficiente para conseguir o tão desejado resultado na prova da Embraer enquanto diversas pessoas precisaram de cursinho para alcançar o mesmo resultado.”

Gabriel, Turma 2018

Parabéns aos estudantes, docentes e toda equipe ECCOS pela conquista!

Como será? (o relato de uma mãe)

colegio eccos como sera

Toda mudança gera desconforto em nós, adultos… Imagine a mudança na vida de uma criança? No meu caso, de duas.
Uma mistura de ansiedade, medo e curiosidade foram vividos em minha casa nesses últimos meses. A notícia da mudança de escola foi um misto de alegria e tristeza. Alegria por estar num ambiente novo, com pessoas novas e professores novos. E tristeza por deixar os ‘velhos’ amigos, a escola de tanto tempo, o porto seguro…
As férias passaram e o primeiro dia de aula chegou! Dos dois filhos, uma já estava preparada desde o início das férias: mochila organizada, material etiquetado, estojo impecável… O outro… A única fala que se ouvia era: “eu não quero voltar para a escola”.
Preocupada, fui lançando perguntas, até que veio o desabafo:
— Mãe, como será?
Na lista dos serás, coisas simples de se resolver e outras… Só o tempo revelaria:
— Quem será a minha professora? Como ela é? Será que ela é legal?
— Como será quando eu chego na escola? Fico no pátio? Vou para a sala de aula? Posso jogar bola?
— Será que terei novos amigos? Será que alguém vai falar comigo, ou ficarei sozinho o tempo todo?
— As matérias serão as mesmas da minha escola? Vou conseguir acompanhar? E o inglês?
— No intervalo, do que poderei brincar? O que ficarei fazendo? Bola, esconde-esconde, pega-pega, rodinha de conversa com outros amigos? O que as crianças levam de lanche?
— E meu material? Levarei para casa? Já terei tarefa no primeiro dia? Como serão as provas? Terei prova todos os dias?
— Como toca o sinal? É campainha, música?
— E a saída? Minha mãe me busca na sala? Alguém me chama?
São muitos os pensamentos que pairam na cabecinha da criança e por vezes, não temos ideia.
Hoje, as aulas começaram… E a respiração aos poucos volta ao seu estado normal. Muitas perguntas já foram respondidas. Outras, ainda não, mas tudo está mais leve, pois a realidade, no final das contas, superou positivamente todas as expectativas.
Agora, sim, estamos prontos para começar mais um ano!

Ana Luisa, mamãe do Henrique (3º ano) e da Helena (6º ano).