Como será? (o relato de uma mãe)

colegio eccos como sera

Toda mudança gera desconforto em nós, adultos… Imagine a mudança na vida de uma criança? No meu caso, de duas.
Uma mistura de ansiedade, medo e curiosidade foram vividos em minha casa nesses últimos meses. A notícia da mudança de escola foi um misto de alegria e tristeza. Alegria por estar num ambiente novo, com pessoas novas e professores novos. E tristeza por deixar os ‘velhos’ amigos, a escola de tanto tempo, o porto seguro…
As férias passaram e o primeiro dia de aula chegou! Dos dois filhos, uma já estava preparada desde o início das férias: mochila organizada, material etiquetado, estojo impecável… O outro… A única fala que se ouvia era: “eu não quero voltar para a escola”.
Preocupada, fui lançando perguntas, até que veio o desabafo:
— Mãe, como será?
Na lista dos serás, coisas simples de se resolver e outras… Só o tempo revelaria:
— Quem será a minha professora? Como ela é? Será que ela é legal?
— Como será quando eu chego na escola? Fico no pátio? Vou para a sala de aula? Posso jogar bola?
— Será que terei novos amigos? Será que alguém vai falar comigo, ou ficarei sozinho o tempo todo?
— As matérias serão as mesmas da minha escola? Vou conseguir acompanhar? E o inglês?
— No intervalo, do que poderei brincar? O que ficarei fazendo? Bola, esconde-esconde, pega-pega, rodinha de conversa com outros amigos? O que as crianças levam de lanche?
— E meu material? Levarei para casa? Já terei tarefa no primeiro dia? Como serão as provas? Terei prova todos os dias?
— Como toca o sinal? É campainha, música?
— E a saída? Minha mãe me busca na sala? Alguém me chama?
São muitos os pensamentos que pairam na cabecinha da criança e por vezes, não temos ideia.
Hoje, as aulas começaram… E a respiração aos poucos volta ao seu estado normal. Muitas perguntas já foram respondidas. Outras, ainda não, mas tudo está mais leve, pois a realidade, no final das contas, superou positivamente todas as expectativas.
Agora, sim, estamos prontos para começar mais um ano!

Ana Luisa, mamãe do Henrique (3º ano) e da Helena (6º ano).

Dominó Sinfônico

colegio eccos domino sinfonico

Dominó Sinfônico – foi o nome do Concerto Didático que os alunos do Ensino Fundamental I tiveram a oportunidade de apreciar no dia 27 de abril, na imponente Sala São Paulo. Sob a regência do maestro William Coelho, a Orquestra Sinfônica da USP encantou um público de mais de 1.000 crianças de diversas escolas de São Paulo, inclusive a nossa. Neste evento, em curto espaço de tempo, foram apresentadas mais de 50 melodias que a humanidade tem ouvido há 300 anos e, por isso, diferem de muitas que saem de moda rapidinho.

Bem… você deve estar se perguntando: — Como crianças, tão agitadas, poderiam ficar quietinhas, num lugar como esse e ainda apreciar música erudita?

Realmente não é simples. Existe toda uma estrutura e preparação para que isso aconteça. Como o próprio nome já diz, o concerto é didático e, traz também artistas de teatro que, de maneira lúdica, atraem a atenção deste público mirim e o envolve com a magia da música, da arte e da expressão.

Acho que realmente sou suspeita para falar… mas com certeza valeu… valeu a espera… valeu a expectativa… valeu o aprendizado… valeu o brilho em cada olhar… Valeu! Enfim… Foi emocionante! E ainda mais emocionante, ver as crianças participando ativamente da última música. Atentas à regência da ‘assistente do professor’, uma das personagens, e divididas em famílias, como na orquestra, acompanhavam com gestos a música, e sem nenhuma palavra, atendiam os sinais da encantadora maestrina… Muito lindo!

Ouvi diversos comentários, gostosos de se ouvir e dentre eles, a percepção deste aluno me chamou a atenção: “— Toda vez que a música começava, o teatro continuava, mas sem falar…” Arthur – 1º ano.

É isso! Comunicação! Que palavrinha desgastada, não é mesmo? Nosso amiguinho percebeu que ela não está apenas nas palavras… mas no gesto, no olhar, na emoção, nas entrelinhas… Neste mundo tão cibernético, robotizado, que não nos falte a sensibilidade para comunicar, ou melhor, que não nos falte a sensibilidade para traduzir cada gesto, cada olhar, toda emoção… Que não nos falte a arte! Que não nos falte a música!

Flickr Album Gallery Powered By: WP Frank

Kintsugi

colegio eccos kintsugi

Na cultura japonesa, objetos de cerâmica que se quebram podem ser restaurados usando o Kintsugi, técnica milenar na qual peças quebradas são juntadas com laca e pó de ouro, realçando as rachaduras ao invés de tentar escondê-las. O objeto então restaurado torna-se ainda mais valorizado, porque revelam, além da própria história, a compreensão de conceitos como transitoriedade e passagem do tempo, a não permanência das coisas e a beleza na imperfeição, no simples, no rústico, todos estes conceitos relacionados a expressão wabi-sabi, com origem na filosofia Zen Budista.

No Dia da Família deste ano, as famílias da nossa comunidade ECCOS foram convidadas a refletir sobre as ‘MARCAS DO TEMPO’ e os conceitos trazidos pelo Kintsugi e wabi-sabi conduziram nossas reflexões:

Quais são as marcas que trazemos de nossa infância? Quais as marcas deixadas pelos nossos pais e avós? Quais são as marcadas deixadas pela escola que frequentamos?
Quais são as marcas que estamos, família e escola, deixando em nossos filhos?
Quais são as cicatrizes que insistimos em esconder e por quê? Ou quais são as cicatrizes que nos enchem de orgulho e satisfação? O que não conseguimos enxergar como belo e digno de ser valorizado? Quais erros não consigo converter para o bem?
O tempo está passando e o que não estamos aceitando? O tempo está passando e como estamos nos preparando?
Quais são os estereótipos e paradigmas que precisamos transpor para alcançar a felicidade? Que conceitos preciso desconstruir e quais novos significados preciso reconstruir?

Somos feitos de memórias… Ter um tempo para resgatá-las, relembrá-las e ainda poder compartilhá-las com quem amamos, tornam estas memórias ainda mais vivas e significativas, pois deixam de ser apenas nossas e passam a ser as memórias de toda uma geração. Assim foi nosso Dia da Família MARCAS DO TEMPO.

Para aqueles que estiveram presentes, a manhã foi de intensa reflexão em família, em atividades desfrutadas juntos, papais e mamães, filhos e filhas, netos e avós, pais e filhos, tios, tias, padrinhos e madrinhas, famílias e escola!

Flickr Album Gallery Powered By: WP Frank