Do livro à memória: a experiência literária

Colégio ECCOS - Do livro à memória: a experiência literária
“Quando eu abro o livro, eu vejo coisas lindas” João Lucas

A literatura está presente em todas as fases de nossa vida em diferentes grupos e espaços de nossa experiência. Na escola, em casa e com amigos temos contato com diferentes gêneros, autores e poéticas. E por que alguns deles são inesquecíveis?

Recordo de alguns livros lidos durante a vida escolar: lia, fazia resumos, resenhas, respondia fidedignamente às questões de interpretação de texto e entendia a literatura como uma função da linguagem e da escrita alheia a mim.

Anos mais tarde, na juventude, tive um grande encontro com a literatura por meio da escritora mineira Adélia Prado e jamais seria a mesma a partir de então. O contato com sua poesia me transportava para outro mundo, às vezes de dentro e às vezes de fora, era atravessada pela genialidade e simplicidade de suas palavras, de suas narrativas.

Pedro Bandeira, importante escritor infanto-juvenil, sabiamente disse que “a literatura é alimento para as emoções”. E assim, a literatura ganha espaço e sentido quando ler se torna um processo de descobrir o mundo e também a si mesmo.

Colégio ECCOS - Do livro à memória: a experiência literária

No Colégio ECCOS, desde o berçário, os pequenos têm acesso à diferentes gêneros e modos de aproximação literária: folheiam livros, escutam histórias e são incentivados em seus comportamentos leitores.

Colégio ECCOS - Do livro à memória: a experiência literária
Colégio ECCOS - Do livro à memória: a experiência literária

Na Educação Infantil, as crianças têm contato diariamente com livros e outras formas de contar histórias, conhecem autores de referência, levam livros para casa e navegam pelo mar da fantasia e da imaginação.

Colégio ECCOS - Do livro à memória: a experiência literária

A oferta variada e a garantia de acesso à boa literatura fomentam o gosto e o prazer da leitura pela leitura, permite às crianças descobrirem a si mesmas, os outros, e um horizonte infinito. E assim, bem nutridas em suas experiências literárias, elas alçam voos maiores e recriam o mundo de dentro e de fora.

Juliane Motta é professora da Educação Infantil há 4 anos no Colégio ECCOS, pós-graduanda em Arte Educação pela Universidade de São Paulo (USP) e ouvinte atenta das histórias inventadas pelas crianças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *